quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

DÍZIMO MIRIM

Hoje assistimos assombrados às notícias de violência apresentadas pelos meios de comunicação. São assaltos a mão armada, roubos, agressões, crimes drogas, tráfico e tudo mais, muitas vezes com a participação de menores, adolescentes e até crianças. Tudo parece mesmo um caos, parece que não tem mais jeito.

Paramos e nos perguntamos:
Qual poderia ser a solução para tudo isso?
Lembramos do Amor de Cristo, do Amor de Deus, das Promessas, enfim, lembramos que temos a esperança de que um dia tudo será melhor, mas quando Senhor... Quando?
O grande problema, no entanto, é que muitas vezes nos acomodamos e ficamos esperando cair uma solução mágica do céu.
A campanha da Fraternidade nos alerta de que a Paz é fruto da Justiça. Ora, a Violência não traz exatamente a ausência da Paz? Então, a Violência acontece justamente pela falta de Justiça.
Mas onde nasce a injustiça senão no coração do Homem?
Somos injustos quando não aprendemos e não vivemos a fraternidade, quando não vivemos o amor, quando não vivemos a esperança. A Injustiça, portanto, é fruto também do egoísmo, do sentimento que quer tudo para si e não sabe partilhar.
Talvez uma solução para isso seja ensinar nossas crianças a partilhar, a dividir, a fazer da sua vida uma vida de doação, para que aprendam desde a infância o valor da partilha. O Filósofo Pitágoras já dizia: “Eduquem as crianças de hoje, e não será preciso
punir os adultos de amanhã”. Por isso estamos implantando em nossa Paróquia o Dízimo Mirim.
O objetivo dessa ação é catequético, ou seja, precisamos ensinar às nossas crianças o valor de dividir com outros os nossos Dons.
Com o Dízimo Mirim estaremos ensinando os que a partilha é a única forma cristã de gerar Justiça e Paz. Vamos conscientizar nossas crianças da importância da partilha, no Dízimo Mirim para  que não tenhamos que puní-los, mais tarde!

O DIZIMISTA MIRIM
1 – Por que as crianças e os jovens devem entregar
o Dízimo?
Várias Pastorais do Dízimo, já vêm fazendo juntamente com os catequistas e grupos de jovens, o trabalho de divulgação, conseqüentemente a implantação do DÍZIMO MIRIM (dizimista mirim).
O objetivo é despertar nas crianças e nos jovens, à importância e necessidade da partilha, bem como o hábito de ser um dizimista
responsável, de coração alegre; colaborando dessa forma com sua
comunidade e a Igreja.

Vejamos algumas respostas:
1. Para não ser mais necessária a correção dos adultos;
2. Os jovens dizimistas aprendem a ser desprendidos de bens materiais;
3. Descobrem o sentido da responsabilidade pelas coisas de Deus;
4. Se sentem participantes e integrantes da Igreja e da comunidade;
5. Aprendem a diferença entre Deus e o dinheiro, dando a cada um seu devido valor;
6. Ficam sabendo que tudo, que gostamos, vem de Deus e que o dízimo é um sinal de agradecimento;
7. Se renunciam a pequenas coisas para entregar o dizimo, estarão preparados para fazer os sacrifícios maiores, que a vida de adulto exige.
Além desses itens, as crianças e os jovens, sendo dizimistas aprendem a respeitar as Leis de Deus e descobrem o valor do relacionamento intimo com o Criador, despertando o sentido de fé, obediência, justiça e compromisso com Deus, a Igreja e o próximo. Criam entre eles uma benéfica intimidade entre a pequena criatura e o Grande Criador. Enfim, verão que Deus é justo e derrama suas bênçãos além do necessário, sobre quem lhe
seja fiel (Mal 3,10-12).

                                       DÍZIMO MIRIM

4 comentários:

  1. Paz e bem!

    Gostaria de saber onde encontro cartazes para divulgação do dízimo mirim para comprar.

    Se puder enviar no meu e-mail: willamy_teixeira@hotmail.com

    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
  2. Katinha ribeiro

    Vergonha na cara devia ter você, por perguntar isso, a conscientização do dízimo é muito importante, apenas devolvemos para Deus o mínimo do que recebemos dele, vc por exemplo tem muito que agradecer, só pelo fato de estar viva, de respirar, de ter o que comer e beber, se não fosse por Ele você nem existiria.

    ResponderExcluir
  3. Não perdoam nem as crianças. Roubar de criança é pior que de adulto. Eu nao deixei meu filho doar. E fiquei aguardando que a Irmã da Catequese mandasse cobrança.

    ResponderExcluir